quarta-feira, junho 25, 2008

Os Dias Antes da Paternidade (12)

Teorias.

A melhor coisa de ainda não ser pai (ainda não nasceu) é que podemos dar palpites sobre como criar e educar filhos o tempo todo. Temos, afinal de contas, a autoridade de quem vai ser pai, mas ainda não temos as experiências e os “insucessos” desse “desafio”. Ou seja, sabemos tudo em teoria e ainda ninguém pode nos dizer “viu… achou que seria fácil… e então, Senhor Sabe-Tudo?”. Logo que nascer, contudo, estaremos a mercê das críticas e dos deboches.

Por isso é que é bom aproveitar enquanto não nasce o(a) herdeiro(a) para dizer – impunemente – como você acha que as coisas devem ser feitas. Depois que nascer, será tarde demais. Estará (estaremos), então, tendo que provar que as teorias estavam certas ou não. E vai ter um mundo de gente esperando para cobrar e ver como será o teu comportamento nas infinitas situações em que as tais teorias serão postas à prova. Prepare-se, porque não há nada mais chato do que ter que por em prática as perfeitas teorias que sempre fazemos, e não há turma mais sedenta de sangue que os teus parentes que tiveram que ouvir, às vezes por vários anos, essas tuas malditas teorias.

Relaxe, contudo. Enquanto não nascer, ainda há chance de apatifar um pouco.

Como quando entrei esses dias na sala do café numa clínica em que atendo, e uma das gerentes estava lendo um catálogo de vendas e, simpática, perguntou como estava a Marina.

- Ótima – disse eu – com quase trinta e uma semanas.

- Estou vendo aqui uma coisa que vai te interessar…

- É mesmo, o quê?

- Um bolsa térmica para aquecer e colocar na barriguinha dela quando tiver cólicas.

- Como assim?

- Para aliviar as cólicas!

- Não, cólicas são para serem sentidas, tem que sofrer um pouco…

- Que horror!

- Não, ela tem que aprender desde cedo que a vida não é justa e o mundo é cruel, não podemos criar a ilusão de um mundo perfeito.

- …

(diante do olhar de horror dela, esclareci que estava só brincando e que, sim, vou sofrer junto quando a minha menina tiver cólicas…)

Até.

2 comentários:

Monique disse...

É bom mesmo dar palpites enquanto não é com a gente, hahaha

Queila disse...

Joguei várias teorias pela janela rapidinho com a chegada da Beatriz. Voce me conta depois! ;)

Q