quinta-feira, dezembro 02, 2004

Maré Vermelha

Nunca estive tão perto de casa como agora. Quase posso ouvir o ruído ensurdecedor...

Mas não vou escrever muito, ao menos por enquanto. Minhas atenções estão voltadas para a Av Padre Cacique, em Porto Alegre. Para o Gigante da Beira-Rio, a esta altura já lotado por ansiosos torcedores colorados à espera de Inter X Boca Juniors, segunda partida da semifinal da Copa Sulamericana.

Se estivesse em Porto Alegre, estaria no estádio.

Mesmo tendo perdido o primeiro jogo por 4 X 2 em Buenos Aires (para onde eu também teria ido assistir à partida), há a expectitiva de que seja possível reverter a vantagem do time argentino e terminar a noite classificado.

Em mais uma ode à maravilha que é a tecnologia, e a internet em especial, só posso dizer que vou ouvir o jogo aqui de Toronto. Pena que não consigo também assistir, mas aí seria demais...

Nao importa muito - no final das contas - se vai ganhar ou vai perder. Nossas vidas não mudarão por causa disso, é certo e sabido. Também não sei até onde pode um estádio lotado de torcedores cantando e incentivando ajudar um time vencer e, no caso de hoje, por dois (aí vão para os pênaltis) ou três gols de diferença (classificação).

Mas que um estádio lotado é um dos espetáculos mais bonitos e emocionantes que existem, disso podem estar certos.

Dá-lhe Inter!

UPDATE: Terminou o jogo e foi empate e o Inter está fora da final. Como eu disse antes, é do jogo. Paciência. Lutou e não conseguiu. Valeu. O lado "positivo" é que se passasse para a final, o segundo jogo seria no Beira-Rio e na véspera da minha defesa de tese. E eu seria obrigado a ir ao jogo. Ia ser meio complicado. ..

Até amanhã.

4 comentários:

Gean Oliveira disse...

Pena que seu Inter perdeu :(

Abraco!

Denise Arcoverde disse...

Você já está voltando de vez pro Rio Grande?

marcelo disse...

RESPOSTA:

Não, Denise. A minha viagem ao Rio Grande é, na verdade, a trabalho. Claro que vou aproveitar para rever todos, mas o objetivo é profissional.

Abraço.

Anônimo disse...

Oi Marcelo, te desejo uma boa viagem que aproveite bastante, reveja a familia, mate as saudades da sua amada e que recarregues bem as baterias. Coma um bom churrasquinho por mim e manda um beijo para a querida Porto Alegre. Um abraçao.