quinta-feira, maio 11, 2006

Secreto? Como assim?

Por estar fora do Brasil e, com isso, não conseguir acompanhar o dia-a-dia, não sei se andam falando nisso. Imagino que sim, afinal é tão óbvio. Sei lá.

Quero falar sobre o Congresso Nacional.

Mais especificamente, sobre os processos de votação em plenário.

É o seguinte: senadores, deputados, vereadores (aí obviamente não falo do congresso) são todos representantes daqueles que os elegeram, certo? Certo. Portanto, todos os seus atos têm de ser justificados. O que torna, portanto, absurda qualquer votação secreta. Não é admíssivel. Sem chance. Tolerância zero.

Voto secreto, só dos eleitores. Além de secreto, não deveria ser obrigatório, mas é outra conversa. Os eleitos têm a obrigação de justificar-se com os eleitores. Simples assim.

Ah, mas não é assim que as coisas funcionam, você pode argumentar, é ingenuidade acreditar que algo possa ser mudado.

É mesmo? Acredita nisso? Tem certeza?

Bom, aí é mesmo que as coisas não vão mudar. Não só isso, e já falei sobre, a corrupção começa no dia-a-dia. Se somos tolerantes com as pequenas corrupções diárias, não poderemos reclamar da “grandes” corrupções. Tem gente que não concorda com esse ponto de vista, o que acaba validando o que estou dizendo.

Mais: os mandatos, não importa se de vereador, deputado ou senador, devem ser do partido. Trocou de partido, perdeu o mandato.

É ano de eleições majoritárias no Brasil. Não tem melhor hora para começar a discutir esses assuntos que agora. Muito melhor que simplesmente aceitar uma dessas idéias estúpidas de anular o voto. A omissão é o pior dos crimes num processo democrático.

Vai mudar alguma coisa? É possível que não. Mas se ninguém fizer nada, certamente nada vai acontecer.

Até.

Um comentário:

RGB Software do Brasil disse...

Marcelo, infelizmente o Brasil foi colonizado por portugueses e ainda para complicar está geograficamente na américa latina. Por estas e outras, semelhantes ao seu comentário, não toleramos mais: estamos abandonando o país!!!

Cansamos de nos indignar diariamente. Chega!!!