domingo, outubro 01, 2006

A Sopa 06/11

Casamento tem data de validade.

Sério. Verdade mesmo. Aquilo que a “tradição” diz, que é para sempre, que ‘até que a morte nos separe’, é tudo enrolação. Posso dizer, com a experiência de quem já está casado há mais de dez anos (dez anos e um mês), que TODO casamento tem prazo de validade.

Dez anos. É fato, não opinião.

Quem determina isso, revelo a vocês nesse momento, é a indústria de eletrodomésticos. Tudo é feito para que os casamentos durem, no máximo, dez anos. Não era assim, claro. Antes, acreditava-se que os casamentos eram para ser eternos e imortais, assim como as geladeiras e os fogões.

Eu, por outro lado, sou da velha guarda, um cara bem tradicional, do tipo que ainda manda flores, daqueles que até pijama de botões usam vez que outra. Quase um conservador. Tradição e família, essas coisas. Não aceitei esse limite de tempo. Luto contra, até. A Jacque também, afinal nós somos um casal afinado. Lutamos contra, então. Mas a indústria insiste que é tempo de terminarmos o casamento e seguirmos cada um para o seu lado, sem amarras, e começar uma nova vida. Do que falo? Não estão entendendo?

É o seguinte: desde o início do ano, justamente o ano em que completamos dez anos de casados, todos, eu disse TODOS, os eletrodomésticos aqui de casa começaram a se destruir. Primeiro foi o microondas que se imolou (incendiou-se). Depois, a máquina de lavar roupas que estragou e teve que ser trocada. Logo após, então, os aparelhos de som enlouqueceram e não funcionam mais. A mais recente, ocorrida no dia que embarcávamos para Buenos Aires, foi com a geladeira. A Jacque, momentos antes de sairmos para o aeroporto, foi tomar água. Abriu a geladeira e ficou com a porta na mão.

O pior de tudo é que não conseguíamos colocar a porta no lugar. Demorou mais de meia hora, pois havia quebrado um dos suportes que sustentam a porta. Foi difícil, mas conseguimos deixá-la fechada e viajar. Na volta, nova geladeira. O próximo é o fogão, que está pela bola sete…

Imagino que a idéia é que, ao chegar a esse tempo, os dois cônjuges joguem tudo fora e partam para outra.

Eles insistem, mas não vão conseguir nos separar…

Até.

Um comentário:

Mirella disse...

eheheheheh...
Gostei dessa... Ainda bem que já mudei tanto de casa que os aparelhos eletricos continuam novos... porém... logo depois que completamos 10 anos de namoro (em Janeiro/06) eu comecei a ter dor no dente, dor nas costas etc etc etc... O Kiko virou pra mim e disse; "Mi, por caso depois dos 10 anos venceu o prazo de validade???".... Eu mereço...
bjs pra vocês!