quarta-feira, maio 25, 2005

Piadas e Bundas

Diz o dito popular que gosto é que nem pescoço: cada um tem o seu. Assim como piada é que nem bunda. Todo mundo tem uma, algumas são mais profundas, outras cabeludas, etc.

Escrevo isso em virtude dos comentários a respeito do Episódio III de Star Wars e, também, da minha relação com o cinema. Cada um, cada um, óbvio, e ninguém precisa justificar o seus gostos. Eu não me justifico mais por gostar desse ou daquele filme.

Lembrei, então, de uma época em que eu costumava dizer, olhando seriamente no olho da pessoa, com convicção, mas evidentemente brincando, que “As pessoas podem ter opiniões, eu não, tenho compromisso com a verdade”. Dava a entender que o que eu pensava era a verdade, aquilo que eu gostava era o certo, era eu quem sabia o que era bom.

Sempre foi brincadeira, claro, mas incomodava alguns. Por quê?

Porque eu dizia o que as pessoas pensavam e nunca haviam tido coragem de dizer! Porque todos pensam que os seus gostos são os melhores e os certos. Quem discorda do que gostam é porque está errado. Simples. Ninguém vai admitir que gosta de algo que não é o melhor, ou que possa estar errada. Se é que há certo ou errado em termos de gosto.

Aceitar a opinião dos outros – se esta opinião é diferente da sua – é tolerar que vivam um erro, uma mentira. Na sua opinião, evidentemente. Os outros acham que a sua opinião diferente da deles é que está errada. É assim.

A civilização está baseada na hipocrisia. Só assim é que evitamos transpor a tênue linha que nos separa da barbárie.

Quando essa fronteira é invadida, é que iniciam os conflitos. Religião, por exemplo. Não existe melhor exemplo de pessoas sendo violentas (os extremos) ao tentar impor aos outros suas crenças, suas verdades. A história da humanidade está aí para provar.

Alguns podem assistir um filme e ver apenas os caras bons brigando contra os maus com umas espadas coloridas, ou um bando de estranhos carregando um anel por um mundo diferente para ser destruído. Outros vêem muito mais que isso. Quem está certo? Todos, ninguém.

Não faz diferença.

2 comentários:

Ana disse...

Eu amo Senhor dos Aneis :P

Voce falou e disse. Dependendo do assunto, eu nao ligo nao. Voce pode achar Star Wars o maximo, e eu nao me interessar, mas nao vou achar que "ohhh, ele esta perdido, que opiniao mais idiota". Agora tem assuntos nos quais eu vou achar que o que eu acho e a verdade absoluta mesmo. Isso faz parte do ser humano, ne?! Abracao!

Camilla disse...

Como dizem por ai: " gosto nao se discute!!" - sabia frase!