sábado, setembro 03, 2005

Sábado, final de verão

O último final de semana do verão começou com sol e céu azul aparecendo entre nuvens, temperatura agradável de 17ºC.

Somos eternos insatisfeitos, todos sabem.

E nossas queixas variam – e aqui falo com relação à meteorologia – conforme a estação do ano. Os canadenses ou, melhor, aqueles com quem convivo e com quem converso, não aguentam mais inverno e frio, e amam – acima de tudo – o verão. Eu os entendo, mas até certo ponto.

O inverno, o frio, a neve, enfim, os extremos, ainda me fascinam. Mas até eu, fã do frio, tenho que admitir que bateu um certo baixo astral ao perceber que o final de semana do Labour Day, nosso dia do trabalho, primeira segunda-feira de setembro, é o final do verão aqui. O que vem pela frente é o longo inverno, precedido pelo mudar de cores e o cair da folhas do outono. A temperaturas extremas não incomodam, afinal é se abrigar mais, luvas, toca, botas. O que realmente angustia é a longa duração. Parece que não vai acabar nunca, que nunca veremos a primavera.

Mas ela virá, inevitavelmente.

O tempo passa rápido, já faz um ano que estou aqui – vou para o meu segundo outono – e este ano vou quebrar o inverno em dois, passando o final do ano em casa, em Porto Alegre, com a família.

E quando a primavera estiver terminando aqui no norte, estarei voltando para o inverno do sul, o frio externo aquecido pelo chimarrão, sentado na porta da minha casa, a mesma e única casa, a casa onde eu sempre morei.

Bom sábado.

Um comentário:

Ana disse...

Eu amo o frio.
Eu realmente abomino o calor e o sol.

Mas confesso que nesse ano, mais ou menos final de Marco eu dei uma crise um dia de desespero achando que o inverno nao iria embora.


Mas isso era porque ainda estavamos alugando o basement. Agora eu tenho aquecedor, que o inverno dure o tempo que precisar ;)

Goethe porque meu sobrenome e com G, mas eu sou toda cheia de medos de Internet, entao inventei um sobrenome com G tambem que nao seja o meu. Virou Goethe porque foi o marido que escolheu, e como ele e meio alemao, todo mundo acha que meu sobrenome e Goethe.

E confesso, porque tem muita ex-amiga indesejavel pesquisando a minha vida pra falar mal.

Beijos e enjoy the holiday!
PS: E prometo que meu proximo comentario nao sera um testamento como esse.