sexta-feira, abril 08, 2005

Dicionários (2)

Assim como o 'Dicionário de Porto-Alegrês', também o 'Bá, Tchê! - Dicionário Temático' (Ed Artes e Ofícios, Porto Alegre, 2000) é de autoria do Professor Luís Augusto Fischer. Este último é, na verdade, uma edição de bolso do primeiro, mas organizado por assuntos, como Alimentação, Formas de cortesia e insultos, Geografia, tipos humanos e clima, Manhas de linguagem, etc.

Assim como o de porto-alegrês, a versão de bolso não é um relato completo da linguagem gaúcha nem as palavras constantes nele são exclusividade apenas dos gaúchos, é apenas uma "...tentativa de fazer uma fotografia da língua cotidiana que usamos..." .

Manhas de Linguagem

Assim, ó

Expressão que preludia a explicação de algo. "Assim, ó: tu pega aqui na tua direita, segue duas quadras e tu vai sair bem lá perto". Também usada apenas como ameaço: sujeito que queira demonstrar seu desapreço, seu desarcoçôo com algo que lhe foi dito, comenta apenas "Assim, ó", podendo acrescentar "tô de cara com essa pinta".

Aço

Se algo "está que é um aço", é porque está no melhor de sua forma, está na ponta dos cascos (v.). Por outro lado, -aço é um sufixo muito produtivo na língua do local, significando a designação do ato ou efeito daquilo que a palavra-matriz indica, como guampaço, braguetaço (v.), relhaço, fundaço, etc.



Muitas vezes escrito bah, significa tanro aprovação quanto desaprovação; já se disse que é uma redução de barbaridade, palavra com a qual o resto do Brasil nos identifica, em vários sentidos. Muito usada como fala de aprovação enfática a algo dito ou feito: "Mas bá" quer dizer "tu tens toda a razão" "Pode crer, "é isso aí". A expressão 'Bá, tchê' equivale, nos termos paulistanos, a "Orra meu": tem função mais ou menos retórica


(continua)

Um comentário:

Ana disse...

Rs, to adorando esse dicionario online!
E tu falas assim tambem, guri?!