quinta-feira, abril 28, 2005

Mudaram as estações…

… nada mudou. Ainda.

Vinha pensando, ontem mesmo, cá com os meus botões, sobre as diferenças das estações aqui e no Brasil. E que as mesmas, as estações, têm personalidades diferentes aqui e lá.

Aqui, a primavera é tímida. Já começou há mais de um mês e ainda não mostrou a que veio. Tem permitido o céu plúmbeo que domina os dias, algumas vezes chove, não muito longe daqui até neva. Mesmo assim as pessoas, eu incluído, insistem em trajar-se já como se estivéssemos quase entrando no verão, o que é uma verdade temporal mas uma irrealidade meteorológica.

Depois de dias carregando o guarda-chuva na minha pasta, hoje o deixei em casa. Choveu, claro, mas eu já estava trabalhando e passei a manhã acompanhando a alternância entre a chuva e os períodos de sol, para – na hora de voltar ao hospital – termos que aguardar o ônibus na momento de maior precipitação protegidos sob uma marquise.

Mas eu dizia que a primavera é tímida, assim como imagino o verão – que vem por aí, mas não pode precisar a data – como sendo relutante, não muito convicto. O inverno não, ele não faz cerimônias. Bota o pé na porta e vai entrando, como se fosse o dono da casa e estivesse voltando para o lugar de onde nunca deveria ter saído. Quer logo saber se o outono preparou a casa, retirando aquele monte de folhas e flores que a primavera planta e o verão trata com cuidado. Se já retiraram todo aquele verde que estava por tudo, e não quer saber nem de uma mudança de cores, não gosta de laranja e vermelho também.

O inverno gosta de silêncio, de vento e de branco.

Aqui, o inverno não tem frescuras.

4 comentários:

Jacque Rizzolli disse...

Acho bom rever teu tratamento para tuberculose pois não deve estar dando muito certo...tu veia poética ainda está afinadíssima, portanto, ainda tísico, certo?
Beijos de um gostoso outonozinho gaúcho e da tua jacquinha

Denise Arcoverde disse...

Interessante é que o Brasil, sendo tão grande e diverso tem diferentes tipos de "estações". Lá no Sul vocês ainda têm estações, mas no Nordeste é sempre verão (coisa que eu detesto). Então, lendo seu post tentei pensar como era a primavera, pra mim, mas simplesmente não era. Não tínhamos primavera. Isso faz a daqui ainda mais especial pra mim. :)

Ana disse...

No Brasil o Verao e que nao tem vergonha na cara, e abusado, entra sem pedir licenca e fica la pro resto do ano enchendo o saco de pessoas que, como eu, o odeiam.
Saudade do inverno, saudade do frio constante...mas nem um pouco de saudade da neve!

Lucix disse...

Eu já acho o verao daqui tao sem frescuras quanto o inverno... quando comeca a fazer calor, é um calor de matar!

Por essas e outras eu gosto da primavera e do outono do jeitinho que eles sao mesmo. :)

Beijos!