terça-feira, março 08, 2005

Bem Legal

Não é novo, eu sei. Ou, ao menos, não é super-novo.

Mas é muito interessante. Estou me referindo ao Skype (http://www.skype.com). Nada mais é que um software que permite que se faça ligações telefônicas pela internet. É bem simples. Faz-se o download do programa e, como se fosse um Messenger ou ICQ, podemos nos comunicar com os nossos contatos. Só que através de uma ligação telefônica. Se feito numa conexão de banda larga (cabo, ADSL), sai de graça. Ainda mais útil para ligações internacionais, meu caso no contato com o Brasil. E funciona perfeitamente.

Vocês já tentaram? E o que acharam?

#

'Semana Nei Lisboa' no A Sopa no Exílio.

O Nei Lisboa é um dos grandes da, vamos dizer, "música urbana gaúcha". Tem uma longa trajetória de grande qualidade. Além de grande compositor e poeta, ótimo intérprete e escritor. Escreve quinzenalmente no jornal Zero Hora. Seus shows no Rio Grande do Sul estão invariavelmente lotados e é uma pena que o resto do Brasil não tenha acesso.

Lembro de um show dele à meia noite, há quase dez anos, no Teatro Renascença, em Porto Alegre. Ele sozinho no palco, apenas com violão e um copo de uísque. Tocava as músicas que toda platéia sabia de cor. E sabíamos todas as músicas. Determinada altura do show, ele perguntava que música queríamos ouvir, e o pessol gritava a música que queria ouvir. Poderíamos ficar toda a madrugada ali.

Até que ele, após mais uma das ovações do público, agradece com um simples 'Obrigado'. Nisso, no meio da platéia em silêncio no teatro, uma voz feminina grita: "Brigado tu, Nei, por estar aqui tocando para a gente".

Pronto.

A partir daí, volta e meia quando alguém agradece alguma coisa, dizemos... "Brigado tu, Nei"...


BALADAS


Nem ao menos deus por perto
Mil idéias brilham
Mas não molham meu deserto
E já faz tempo
Que eu escuto ladainhas
As minhas, as ondas do verão

Que irão bater na mesma tecla
A mesma porta
Baladas de uma época remota
Não há saídas
Só delírios de outro Midas
Lambendo a tua cruz
É ouro que reluz

Oh, mana
Não vale a pena pagar
Um centavo, um cigarro de prazer
Oh, mana
Eu quero é morrer
Bem velhinho, assim, sozinho
Ali, bebendo um vinho
E olhando a bunda de alguém


E apesar de tudo estranho
Tenho inimigos que me amam
Fantasmas
E garçonetes em Pequim
É sempre alguém
Alguém que pense em mim

Enquanto o palco acende a luz do soul
A banda passa e amassa o business-show
Romanos
Encharcados de poção
Vivemos de paixão
E alguma grana

Oh, mana
Não vale a pena pagar
Um centavo, um retalho de prazer
Oh, mana
Eu quero é morrer
Bem velhinho, assim, sozinho
Ali, bebendo um vinho
E olhando a bunda de alguém


Muito além do jardim
Viajo atrás de sombras
Não sei a quem chamar
Mas sei que ela diria ao acordar:
Tudo bem

Você me arrasou, meu bem
E qualquer dia desses como as tuas bolas
Mas por hora esqueça o drama na sacol
Não puxe o cobertor
Não tape o sol que resta nessa dor
Foi bom, não durou

4 comentários:

Gean Oliveira disse...

Oi Marcelo,

O Skype eh otimo! Bem-vindo ao mundo das ligacoes para o Brasil gratuitas, e com qualidade :)

Anota o meu: geancarlosmelo

Abraco!

Monique disse...

Oi Marcelo; As vezes usamos o Skype, mas para falar com meus pais acabo usando o cartão pré-pago da marca Phoenix, é bem prático. bjs,

Lucia disse...

Usei bastante o skype (ligando para telefones) quando morava no US e precisava ligar para o Canada. Era muito mais barato! E só uso ele para falar com familia no Brasil, acho melhor que os cartoes.

Jacque Rizzolli disse...

Parafraseando o bordão criado por nós, desde o memorável show em que o Neizinho não lembrava de nenhuma letra de suas músicas (mas nós sim)
"Brigado tu Cello, por me agüentar a dez deliciosos anos de namoro que comemoramos hoje"!!!
Muito de nossa história tem o som do Nei Lisboa por trás...
Te amo demais (apesar de tu ser nacionalmente conhecido como o "Baladeiro de Toronto"...mas essa é outra história...) Love Jacque