domingo, março 20, 2005

A Sopa 04/35

Tudo volta ao normal.

Dois mil e quatro foi um ano marcado por acontecimentos intensos, sensações diferentes, muito tempo passado sozinho e em silêncio, encerramento de ciclos, novos desafios. Acima de tudo, porém, o que mais marcou 2004 (para mim, lógico) foi o fato de ter sido um ano sem primavera.

Iniciei o ano no Brasil com o verão, vivi o outono das tardes douradas de Porto Alegre, entrei o inverno habitual com uma semana mais intensa de frio e neve em Bariloche e, antes que o ciclo do ano entrasse em sua derradeira estação, inverti o meu pólo e voltei para o final do verão. A esse seguiu uma rápida transição em que as folhas passaram do verde ao amarelo, laranja, vermelho até que jaziam no chão, e entrei novamente no inverno, desta vez de verdade, muito frio e neve.

Janeiro e fevereiro passaram rapidamente, e março trouxe uma mudança no estado anímico das pessoas e a pergunta de todos: “Quando acaba o inverno?”. Março, como o agosto do hemisfério sul, quando já não aguentamos mais o inverno e temos a sensação que está sobrando, não era necessário. Velho teoria: agosto, o mês que sobra, e pode valer também para março. Ou seria fevereiro, e me parece assim porque fugi daqui dezembro último? Não importa. O importante é que agora – finalmente – vou completar o ciclo das estações. É primavera, e tudo melhora.

Em Porto Alegre, assim como em todo o hemisfério sul, começa o outono. As folhas vão cair, e sei que o fenômeno não será na mesma intensidade que aqui no Canadá. E a entrada do outono em Porto Alegre, em especial, marca uma semana de comemorações: é a semana de Porto Alegre, que está de aniversário no dia 26, data em que a minha mãe também faz aniversário. Semana significativa para mim, como podem perceber.

#

Primeiro de dia de primavera em Toronto.

Céu plúmbeo, alguns flurries e uma chuva fina que não molha nem desocupa a moita. Mesmo assim, está diferente. A temperatura um grau positivo e previsão de até 6ºC durante a semana. Flores, por enquanto nem sinal, até onde pude ver. Mas, como eu disse antes, já é perceptível a mudança anímica nas pessoas.

#

Primavera

Composição: Cassiano / Sílvio Rochael

Quando o inverno chegar
Eu quero estar junto a ti
Pode o outono voltar
Que eu quero estar junto a ti

Eu (é primavera)
Te amo (é primavera)
Te amo meu amor

Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Trago esta rosa (para te dar)
Meu amor...

Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)
Hoje o céu está tão lindo (vai chuva)

5 comentários:

M. Elisa Máximo disse...

Pois é Marcelo, realmente chegou a primavera, o sol já começa a esquentar e as pessoas realmente se modificam com tudo isso. Ontem e hoje, aqui em Montreal, o sol apareceu reinante, brilhoso como nunca. Dias deliciosos. Hoje pela manhã, fiz um pequeno passeio pelo jardim botânico que fica ao lado de casa. Enquanto você não havia tido primavera, eu não terei verão. Saí de Floripa em outubro (mal havia esquentado); cheguei aqui noi outono, passei todo o inverno, sairei daqui em plena primavera. Lá no Brasil, será outono! É uma pena!

Beijo!

Sandrinha disse...

Olá Marcelo sou Sandra e vim conhcer teu cantinho através do blog da Ale. desejo boa sorte nessa tua nova empreitada e meus votos de uma primavera feita realmente de flores eluz solar ...só para descontar a que vc não viveu em 2004 ok? Para a tua querida mammy....beijos com sabor de brigadeiro ;0). Voltarei com mais tempo para ler teus outros posts e provar da tua sopa ..rsrss

Abraços da terrinha verde e amarela

T+

Luly :) disse...

Oi, Marcelo!

Realmente deve ser cansativo a overdose de neve e frio por aí!! Enquanto aqui tá um tempinho tãããooo bom...
;o)

Bjoca e boa semana pra vc!

Luly :)

Ninne disse...

Que post legal, adorei:)
Pra quem vem do Nordeste nao tem essa, nao, vim pra cah no "inverno" cearense e cheguei no verao sufocante daqui. Nada de estacoes...:)

E quanto a carona, nao tem de que, Marcelo, foi um prazer:) Amigo eh pra essas coisas, e a gente adora rodar por Toronto mesmo:)
Ateh a proxima!

Ana Paula disse...

Só de falar o nome PRIMAVERA já me sinto mais leve! Mais um mês de inverno e eu pirava...rs
Mudando de assunto, adoramos te conhecer pessoalmente e espero que a recíproca tenha sido a mesma. Ainda ficou muita coisa pra conversar e muita gente pra conhecer melhor.
Dessa vez, vou colocar a culpa na mesa (que era muito cumprida). Deixa pra próxima... :-)
Mas será que a minha feijoada sai primeiro que a sua sopa???? risos
Beijos