quinta-feira, agosto 25, 2005

A Nova Idade Média

Um pouco de história.

A Idade Média, período situado entre a Antiguidade e os tempos Modernos, iniciou com a queda do Império Romano Ocidental, em 476, e estendeu-se – na Europa – por dez séculos, até a queda do Império Romano do Oriente (Bizâncio) em 1453. Caracterizou-se por uma ruralização e descentralização do poder, o que permitiu o desenvolvimento do feudalismo.

Você sabe (mas talvez não lembre) que o feudalismo caracterizou-se por uma economia agrícola de subsistência e mão de obra servil. Toda estrutra social e econômica baseava-se em relações de dependência pessoal ou vassalagem, que iam desde o camponês até o rei. O vassalo oferecia ao senhor, ou suserano, fidelidade e trabalho em troca de proteção e um lugar no sistema de produção. O senhor feudal é vassalo de outro que é de outro e outro até chegar ao rei, que é o maior suserano de todos.

Foi na Idade Média também que a Igreja Católica consolidou seu poder e influência. Tornou-se religião oficial do Império Romano no ano de 392 e, no século XII, era talvez o maior senhor feudal da Europa, tendo como seus feudos os reinos da Inglaterra, Portugal e Sicília. Foi também pela Igreja Católica que as primeiras Universidades do mundo foram criadas. A Universidade de Salerno é fundada em 1087, Bolonha em 1119, Paris em 1150, Módena e Oxford em 1168, Pádua em 1222 e Valência em 1245. Com a formação de centros culturais submetidos às ordens religiosas, a Igreja manteve sob seu controle o ensino e a produção cultural. Se por um lado a igreja motivou o desenvolvimento cultural, com a criação das universidades, por outro ela também está associada a um período de obscurantismo. Como no caso da inquisição.

A inquisição foi um tribunal episcopal criado para inquirir e punir as doutrinas contrárias à ortodoxia cristã. Até o século XII as heresias eram punidas pela Igreja com desterro e enclausuramento. A partir da criação do tribunal episcopal e do tribunal papal (1231), estabeleceu-se a tortura e a pena de morte. A ação inquisitorial contra os hereges estendeu-se pelos reinos católicos durante os séculos XIV ao XIX (na península Ibérica).

Pois é, por isso – entre outras razões - associa-se idade média com retrocesso, com fatos negativos. É claro que não é só assim, mas não é o foco agora.

Estamos à beira de uma nova idade média.

Ou, ao menos, estão tentando.

Existe uma luta ocorrendo em tribunais, escolas e igrejas americanas, ao menos. E parece que, nos dias de hoje, ser Darwinista nos EUA não é a melhor coisa. Isso porque a Teoria de Darwin vem sendo contestada – mais uma vez – e os Criacionistas estão fazendo mais barulho. E falam agora do Intelligent Design, ou ‘Desenho Inteligente’, que usa linguagem científica para argüir que nós nunca vamos entender a natureza a menos que levemos em conta o sobrenatural.

Mas não é ciência.

Não dá para levar a sério, então. Porque aí é coisa de “Pessoas que Acreditam em Coisas” (ver Alex Castro, 03 de julho de 2005).

(CONTINUA)

Um comentário:

Ana disse...

Marcelo,

Vou tentar ler seus textos depois, ok?! Estou com dor, o Tylenol 3 faz efeito por pouquissimo tempo e depois para e eu acordo com queimacao onde cortaram. Estou realmente com dor :(

Curta a Big Apple por mim, viu. Te cuida ai! Beijao