segunda-feira, agosto 01, 2005

O Conto e o Vigário

Esses dias, recebi um email na caixa postal da Sopa que dizia simplesmente “Alguém que te ama mandou uma mensagem”. E tal mensagem, que vinha no corpo do email, era ‘Eu te amo’. O email, endereçado ao asopa at terra dot com dot bê erre, tinha como remetente um email iarru ponto com ponto bê erre. Mas que eu não conhecia. E terminava com um link: “Veja a foto de quem enviou esse cartão”.

Confesso que fiquei tentado a clicar ali onde eu poderia identificar a simpática autora da mensagem (sim, eu presumo que seria uma autora e não, não eu gostaria de receber uma declaração de um autor). Não se pode ignorar uma declaração de amor, nunca, mesmo que seja apenas para ouvir e dizer, “não, não é recíproco”. Acho que toda a pessoa que ama deve ter o direito de declarar o seu amor ao objeto deste amor. Não sendo pelo José Dirceu, tudo bem…

Mas não abri, porque as vozes (não as mesmas que costumam dizer “Marcelinho, sacada do 21º, tu nem vai sentir nada, pula, pula) ficaram me dizendo “hacker-vírus-hacker-vírus-hacker”, e até que joguei na lixeira e dali a apaguei. Azar, na próxima vez identifique-se. Por exemplo:

De: Angelina (angelina@jolie.com)
Para: marcelo (repararam que escrevo meu nome em minúsculas? Humildade…).

Pois é, ficaria bem melhor assim.

#

Outro dia, recebi um email da The National Lottery, Liverpool, United Kingdom, cujo título era “FINAL WINNING NOTIFICATION”. Decobri, super-empolgado, que eu, mesmo sem nunca ter comprado um bilhete, sem ter me incrito em nenhum site, havia ganho duzentos e cinquenta e seis mil libras esterlinas. Meu deus, pensei, minha sorte está mudando, vou para de trabalhar.

Saí da minha sala, dei um tapão no meu chefe, mandei todos os meus colegas do hospital pro inferno, e saí para curtir minha independência financeira. Mas aí as vozes (aquelas…) ficaram me dizendo “hacker-vírus-hacker-vírus-hacker-vírus-hacker-vírus”, até que desisti. Não estou mais rico, mas também não estou com minha contas bancárias zeradas por hackers…

#

Não consigo deixar de pensar: tem gente que acredita?

Existem pessoas que sinceramente acreditam que alguém na Nigéria, por exemplo, seja portador de vinte milhões de dólares e que esteja disposto a enviar esse dinheiro para uma conta no exterior e, aleatoriamente, seguindo – sei lá – a teoria do caos, tenha chegado a ela – um completo desconhecido, e tenha se proposto a transferir o dinheiro, só precisando que o destinatário envie os dados de sua conta bancária e tornar-se-á proprietário de uma parcela dessa quantia? Existem pessoas tão ingênuas e/ou gananciosas?

Sim, é o mesmo princípio do famoso golpe do cartão da loteria. Imagine você, caro leitor, saindo de um banco e sendo abordado por um cidadão se dizendo do interior do seu estado e que porta um bilhete premiado da loteria, afirmando não ter conta bancária e se propondo a dividir a quantia com você, desde que você deixe com ele uma pequena quantia como caução, para mostrar sua boa intenção, enquanto você vai sacar o prêmio. E tem gente que entra nesse papo. No século vinte e um!

Bom, mas tem gente que acreditou que o Iraque tinha armas de destruição em massa e que o PT era formado só por anjos…

E os duendes, onde estão agora?

#

Passagem do tempo: ONZE.

7 comentários:

Mirella disse...

eheheheheh... como você é mal!!!
O pior é que tem gente que acredita e cai como pato nesses e-mails malucos... lmebra do caso do e-mail I love you (acho que é esse), parou varias empresas... imagina??? Tem que ser muito ontario, né?
bsj

e-migrante disse...

Pois é Marcelo... vai saber como esse povo cai nessas conversas.... todo mundo vai abrindo os links, anexos, sem se perguntar, e depois não sabem como pegaram vírus.... em relação aos duendes? Bom, alguns deles devem ter ido para no novo filme de Tim Burton, uma refilmagem do clássico A Fantástica Fábrica de Chocolates (Charlie and The Chocolate Factory), como Oopa Loompas hehehhe abraços!

Ana disse...

Direto eu recebo esses emails de amigos meus dizendo "Nao abram o email que diz isso ou aquilo, porque e virus!". Eu ja nem preciso, sou a maior chata com esse tipo de coisa, nao abro email NENHUM, a nao ser que seja de alguem que eu conheca ou de familia. Beijos

Queila disse...

É so alguém dizer aquilo que a gente quer ouvir que a genta acredita ora bolas...
Vergonha tem que ter quem mente. ;)

Q

Vera Fróes disse...

Marcelo, fiquei sabendo de vc por intermédio da Aninha, fiquei curiosa e vim conhecer o teu canto. Gostei. Quanto aos emails não abro tbm, pois a pessoa no mínimo tem que se identificar para vc saber se conhece. Vírus é soda!!!

Camilla disse...

Hahaha!! E nao foi que as lendas urbanas viraram post!! Hahahaha!! Boa semana pra vc!

Ninne disse...

Essas tuas vozes são ótimas, ahahahha.

Mas, sim, tem muito otário nesse mundo. E muito espertalhão tirando proveito, infelizmente.