sábado, julho 16, 2005

De novo sábado

Mesmo que a rotina não seja fisicamente estafante, ou ao menos cansativa, o sábado é sempre bem recebido como uma interrupção, uma quebra, na seqüência e no fluxo de pensamentos que dominam o dia-a-dia de estudo, pacientes e eventuais reuniões. E então existe a outra rotina, a de sábado, que agora ficou alterada desde que estou dividindo o apartamento, que consiste nas lides domésticas, de limpeza, lavagem de roupas, supermercado.

Hoje não apareceu o sol, tímido que está atrás de nuvens que o escondem mas não conseguem aliviar o calor, que ainda não tem previsão de diminuir, não ao menos nos próximos dias. Sentado em frente ao computador, ouvindo os ruídos da rua que entram pela janela aberta – mesmo no 21º andar – penso na semana que passou. Algumas boas notícias, algumas confirmações e – uma constante – muitos planos de futuro.

Penso que é isso o que nos move, o que nos faz seguir em frente: os planos, os projetos futuros. E não os qualifico nem quantifico, isso é coisa para cada um, aspiração íntima, o caminho que queremos ou devemos ou mesmo o que nos resta. Mas, sem dúvida nenhuma, são os planos que dão sentido à vida.

O que não quer dizer viver esperando por algo que um dia vai acontecer, viver num possível ou sonhado futuro, assim como relembrar, repensar ou refletir sobre o passado não é viver nele. Mas, sim, temos um projeto de onde queremos chegar, ou imaginamos que podemos chegar, e seguimos pelo caminho que imaginamos que vai nos levar até lá.

Vida é o que fazemos enquanto seguimos pelo caminho.

A vida é o caminho.

Até.

3 comentários:

Ana disse...

Gostei desse texto. Bem introspectivo, como aqueles de um tempo atras(quando te chamaram de serio e tal rs).

Obrigada pelos emails :) Hoje acordei BEM melhor. Nao senti nenhum dos sintomas de ontem. Esquisito ne?(Sera que foi o Allegra-D da uma da manha que me salvou?).

Anônimo disse...

... e quando o que queremos (ou queríamos) quase aconteceu...? Ge.

Alexandre Magno disse...

John Lennon disse: "Vida eh o q te acontece qdo tu estas ocupado fazendo outros planos". Portanto, alem dos (indispensaveis) planos, precisamos deixar uma porta aberta p o inesperado,q, muitas vezes, traz o colorido aa vida.