domingo, julho 31, 2005

A Sopa 05/02

Que me conhece, sabe.

Até já escrevi sobre isso, numa Sopa passada. Tenho a convicção de que temos que ter alguns… diria… princípios na vida. Definições que são estabelecidas e que servem para dar um certo sentido de estabilidade para o mundo. Conceitos que, perante situações-chave da vida, já se saiba de antemão que posição tomar. São elas que vão defini-lo perante o mundo. Por exemplo: melhor sobremesa do mundo? Sagu, digam o que disserem as outras pessoas, isso não vai mudar para mim.

O que não quer dizer que esses são conceitos imutáveis. Mas as mudanças que vão ocorrer nessas cláusulas pétreas de nossas vidas serão resultado da experiência, da observação. Mudamos com o passar do tempo, e mesmo algumas convicções que tínhamos vão se alterando à medida que conhecemos mais do mundo. Com a exceção do sagu, claro, que vai ser sempre a melhor sobremesa de todas.

Por que falar disso de novo, deve estar se perguntando algum leitor mais antigo deste semanário que agora é blog e diário. Falta de assunto?

Claro que não, tranquilizo você, aflito leitor.

É que, além desses princípios fundamentais servirem para nos definir e auxiliar em situações de definição (como, por exemplo, quando numa encruzilhada e sem termos a menor idéia de qual caminho a seguir, eu sempre opto pelo caminho da esquerda, mas sem conotações políticas), e servirem para nos situar no mundo, eles também funcionam num plano mais local, mais básico, para no situar onde vivemos, a cidade e algumas vezes o bairro.

Eu, por exemplo, já tenho o meu pub preferido em Toronto.

#

Momento propaganda de sabão em pó.

Estava eu, domingo de manhã, na lavandaria do prédio, recolhendo a roupa que tinha terminado de lavar e colocando na secadora, e junto havia duas pessoas, um homem e uma mulher nas mesmas atividades. Quando a moça olha para esse rapaz e pergunta: “Nossa, como sua camisa está branca! Não consigo deixar minhas roupas brancas assim!”. Ele responde: “É que uso ________ (não lembro o nome do produto). Use na hora de lavar, mas se a roupa estiver ‘encardida’ deixe de molho no produto na véspera que fica como novo”.

Tive que entrar na conversa para descobrir que produto era esse.

Agora é definitivo: virei uma dona de casa.

5 comentários:

Ana disse...

Rs
Mas pra vc eh util, voce nao trabalha de branco?!

Beijos

Marcelo (Iowa) disse...

Mas qual e' o nome do produto... agora me interessou? ;)

Camilla disse...

Tambem quero saber!!! Quando descobrir, nos avisa!!

Ah, e sobre a melhor sobremesa do mundo, pra mim sao varias:
- Pudim da vovo;
- Brownie do meu irmao;
- Queijadinha da Netinha;
- Cookie de Mom Kathy
e meu brigadeiro!! Cada um marcou um momento especial da minha vida que trago saudades!!

Ana disse...

E eu morrendo de vergonha de ter posto aqueles dois arquivos online, mas TUDO BEM. Na proxima vez senta perto da gente pra conversar direito! :) Beijos

Luly :) disse...

Olá Marcelo-dono-de-casa!

Boa semana pro cê! Com roupas bem branquinhas!!;o)

Bjoca

Luly :)